Skip links

Medidas de abrandamento das restrições ao comércio é saudada pela CDL Sapiranga

Regras para flexibilização foram anunciadas pelo Governo do Estado

O funcionamento do comércio de Sapiranga será alterado depois que o Governo do Estado anunciou medidas de abrandamento das restrições. As condições, porém, estão condicionadas a um aumento da fiscalização pelos municípios. A presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Sapiranga, Clarice Strassurger, considerou justa a medida.

“Ficamos aliviados uma vez que o comércio da cidade vem sofrendo graves prejuízos econômicos mesmo adotando protocolos rígidos de prevenção da propagação da doença”, declarou.

Segundo o governador gaúcho anunciou, a abertura responsável de atividades e serviços no Rio Grande do Sul valerá a partir da 0h de sábado (10/4). De acordo com dados do Palácio Piratini, entre os indicadores que apontam uma melhora no cenário, está a queda de internação em leitos clínicos e de UTI no RS. O total de pacientes confirmados e suspeitos em leitos clínicos atingiu o pico em 12 de março, com 6.229 internações. Quase um mês depois, em 7 de abril, havia 3.624 internados. O Comitê de Dados, que monitora diariamente os boletins de casos e de internações, ainda aguarda o decorrer da próxima semana para avaliar os efeitos do feriado de Páscoa.

O Governo do Estado disponibilizará até R$ 4,4 milhões para que as prefeituras possam contratar novos fiscais. A SES também disponibilizou um roteiro para auxiliar na estruturação dos planos de fiscalização dos municípios. O auxílio financeiro só será liberado a partir do envio e da atualização desse plano.

Os detalhes completos do anúncio podem ser conferidos no link https://bit.ly/3d0Cpfj

REFORÇO NOS PROTOCOLOS GERAIS

▪ Máscara
Uso obrigatório e correto de máscara, ajustada e cobrindo boca e nariz sempre

▪ Distanciamento
Distanciamento físico e não aglomeração, inclusive no ambiente de trabalho

▪ Ventilação
Manutenção de janelas e portas abertas e/ou sistema de renovação de ar

▪ Higienização
Limpeza constante das mãos com água e sabão ou álcool 70%

Redação e coordenação: Marcelo Matusiak

Escreva um Comentário