Skip links

Consumidores vão às lojas em busca de proteção contra o frio

Baixas temperaturas aquecem o varejo na cidade de Sapiranga

A onda de frio no Rio Grande do Sul fez com que aumentasse a procura por roupas no comércio de Sapiranga. Com as temperaturas rigorosas, agasalhos e casacos pesados registram melhora nas vendas, após um longo período de dificuldades no setor do comércio por conta da pandemia. Segundo a empresária do ramo de confecções e diretora da CDL Sapiranga, Elione Porscher, a procura maior é, de fato, por itens que protegem contra o frio.

“Estamos vindo de invernos anteriores nos quais não tivemos muito frio. Por isso estão sendo bem vendidas roupas de mangas, toucas, botas com pelos e até acessórios como meias mais quentes. Muitos clientes relatam que haviam até mesmo se desfeito de roupas mais grossas em anos anteriores por conta dos termômetros registrarem temperaturas mais amenas, o que não vem ocorrendo agora”, afirmou.

O ano passado foi muito atípico e por isso, o comparativo segundo a empresária não pode ser considerado. No entanto, ao comparar com o ano de 2019, é possível observar um acréscimo de aproximadamente 5% a 7% no volume de vendas, provavelmente em função do frio continuado e pela vontade dos consumidores usarem roupas diferentes após o longo período de restrições por conta da pandemia.

Escreva um Comentário